A Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado Federal aprovou, na terça-feira, 12 de julho, o projeto que muda a Lei das Diretrizes e Bases de Educação para prever, também, o estudo do empreendedorismo nos currículos dos ensinos fundamental e médio, bem como na educação superior. O texto teve decisão terminativa e seguirá diretamente para análise da Câmara dos Deputados.

A proposta é desenvolver um ensino mais criativo e formar pessoas com mais iniciativa. Com a inserção, jovens trabalharão habilidades e estratégias para planejamento, construção e gerenciamento de projetos e empresas. O empreendedorismo será estudado, a partir do 6º ano do ensino fundamental, de forma transversal, ou seja, dentro das matérias que já fazem parte da grade curricular. Já nas universidades, o objetivo é integrar os conhecimentos técnicos e científicos com o mundo do trabalho e da produção.

Saiba mais sobre o Projeto de Lei do Senado (PLS) 772/2015.

Prêmio Jovem Empreendedor
No dia seguinte, 13 de julho, foi aprovada a criação do Prêmio Jovem Empreendedor, que será concebido anualmente pelo Senado a cinco estudantes e jovens empreendedores. Além disso, uma entidade que tenha se destacado na iniciativa privada ou por relação ao empreendedorismo também será premiada.

Os candidatos serão indicados pelos senadores e deverão ter entre 15 e 29 anos. O Conselho do Prêmio Jovem Empreendedor, composto por representantes dos partidos políticos com assento no Senado, em mandato de dois anos, vai definir o vencedor.

Saiba mais sobre o Projeto de Resolução do Senado (PRS) 14/2014.

Fonte: Sistema Mineiro de Inovação