O presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, participou do 1º Fórum de Startups da Fiesp, nesta quinta-feira (11/8). Ele falou, principalmente, sobre como o projeto Crescer Sem Medo vai melhorar o ambiente de negócios em que as startups brasileiras estão inseridas.

Ele deu ênfase à parte do projeto que regulamenta a figura do chamado investidor-anjo, que financia, com recursos próprios, empreendimentos em estágio inicial.

Atualmente o Crescer Sem Medo está na Câmara dos Deputados e deve ser votado no dia 23 de agosto, conforme adiantou o presidente da Casa, Rodrigo Maia, na última quarta-feira (10/8).

O Crescer sem Medo estabelece uma divisão clara entre o investidor e o operador da empresa, permitindo que uma startup continue no regime do Simples mesmo que receba grande aporte de recursos. Também reduz o risco do investidor em questões trabalhistas, por exemplo. “O investidor vai se preocupar apenas com o risco do negócio”, assinalou Afif durante o fórum, que foi realizado na sede da Fiesp, na capital paulista.

Ele ressaltou que o Sebrae tem acelerado os investimentos na área de startups e que o foco é ajudar os futuros empreendedores na área de gestão, para que as ideias se tornem negócios sustentáveis. “Atualmente, 1.200 startups são atendidas pelo Sebrae, com mais de cinco mil pessoas impactadas. São 40 projetos em execução, com investimentos de R$ 12 milhões”, revelou.

O 1º Fórum de Startups foi promovido pela Câmara de Comércio França-Brasil em parceria com a Fiesp, por meio do Comitê Acelera Fiesp (CAF) e do Comitê de Jovens Empreendedores (CJE). O objetivo é apresentar um mapa de oportunidades para as startups e promover um debate sobre a importância dos setores público e privado no desenvolvimento dessas empresas.